Siga-nos no Twitter

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Review Cinema: Hancock

Imagine se a idéia do personagem Super Homem tivesse surgido da cabeça de um brasileiro frequentador de botequim. Agora, imagine que esse dito super herói seja tão impopular quanto a lambada nos dias de hoje e, claro, é tão desastroso quanto o pior dos encanadores, que para consertar uma pia quebra o banheiro inteiro.

Esse tal herói é John Hancock (Will Smith), bêbado, desastrado e mais odiado que o mosquito da dengue. Ele combate o crime da sua maneira, deixando um rastro de destruição por onde passa. Sua vida começa a mudar, ao salvar a vida de um RP (Relações Públicas) BM (Bunda Mole), que começa a aconselhar Hancock para que ele se torne um herói de verdade.

O RP, Ray Embrey, convence Hancock a se entregar as autoridades por toda a destruição que ele causou em seus resgates desastrosos. Encarcerado, ele se depara com infinitos problemas psicológicos e passa por uma aulinha de "etiqueta de super-herói", enquanto do outro lado das grades a criminalidade dispara.

Não demora muito até a população começar a sentir falta de Hancock e é aí que começa a virada na história... De vilão a herói, Hancock vai aos poucos caindo no gosto do povo e a se tornar um 'super' mais convencional.

Para o pessoal que quer um pouquinho mais... Em certo momento o filme tem uma pseudo-virada-dramática, mas que ao invés de estragar, acaba por selar Hancock como um dos melhores filmes de herói da história.

São duas horas que valem o ingresso! O filme é divertidíssimo e consegue satirizar as grandes produções de filmes de super-herói sem ter de apelar para o pastelão. A dosagem de humor com ação é parecida com a da franquia Máquina Mortífera, e faz com que o filme seja leve e fácil de se gostar. Recomendado!

Um comentário:

Brancatelli disse...

Cara, Hancock é legal demais!!!
Talvez o único problema seja a indecisão do filme em saber em qual gênero ele quer se fixar... uma hora é comédia, daí passa pra aventura, daí cambaleia pra drama...

E ao mesmo tempo que esse é o maior problema, também é o maior trunfo do filme.
Quando vc pensa que o filme vai se perder, ele te surpreende!
Quando vc pensa que toda a diversão acabou, vc é agarrado pelo saco pra ainda mais diversão!

Sem contar que, como é um personagem criado exclusivamente para o cinema, vc realmente acredita que algo de ruim possa acontecer a ele e aos seus "amigos"... quer dizer, em um filme do Homem Aranha vc SABE que o Aranha não vai morrer! Em um filme do Batman, vc SABE que o Batman não vai morrer! Agora, em um filme do HANCOCK... como ter certeza disso?

Filmão com f maiúsculo!!!

Um blog com tudo que o superego julgou absurdo demais para entrar no Puro Pop

Quem faz o PuroPop ser Pop